Zonas de Atuação da RentExperience

Os bairros de Lisboa para o alojamento local

Alfama

Alfama é um dos bairros mais famosos, que não pode deixar de conhecer, porque preserva a essência lisboeta e toda a sua história popular. Foi em tempo o berço de grande parte da comunidade de pescadores e é, ainda hoje, o lar de muitas famílias tradicionais portuguesas. Considerada a origem do Fado, entre ruas e ruelas, há muitos restaurantes e tascas onde se pode cheirar, beber, comer e ouvir os seus encantos. Mergulhe na beleza genuína de Alfama.

Graça

Na Graça, sentimo-nos como numa pequena aldeia dentro da cidade, com as vistas fenomenais dos seus miradouros para as sete colinas. É um bairro muito típico repleto de cafés, pastelarias, bares e restaurantes. Faz vizinhança com Alfama e São Vicente, e, tem acesso rápido à Costa do Castelo onde se encontra o inconfundível Castelo de São Jorge. Venha ver a graça que a Graça tem…

Mouraria

A Mouraria ganhou o seu nome pelo facto de ter sido atribuída aos muçulmanos quando Dom Afonso Henriques lhes conquistou Lisboa. Aqui surgiram as fundações do estilo Manuelino e é outra das fortes raízes do Fado: a mundialmente conhecida fadista Mariza é originária da Mouraria. Este é também um bairro com grande diversidade de culturas. A Mouraria tem um pulso especial que entoa, melodiosamente, a sua essência.

Costa do Castelo

A Costa do Castelo é o bairro circundante ao Castelo de São Jorge. Daqui a vista desafogada sobre o rio liberta o visitante da euforia citadina por breves, que facilmente se fazem extensos, momentos. Tem uma grande oferta gastronómica tradicional portuguesa e para além do atrativo turístico é também uma área residencial muito convidativa e desejada. A beleza do Castelo vê-se, e sente-se a cada esquina.

Estrela

A Estrela é um bairro mais residencial do que turístico mas, ainda assim, muito agradável para passear. A sua grande atração é a Basílica da Estrela e o jardim vizinho, que têm fácil acesso com o Elétrico 28. É dona de um dinamismo e diversidade cultural e religiosa verdadeiramente característicos. Ouse descobri-la que não se vai arrepender.

Lapa

A Lapa, com a reorganização administrativa que Lisboa sofreu em 2012, ficou englobada no agregado da Estrela, juntamente com Santos-o-Velho e os Prazeres. Bebe muita da génese da Estrela e é a casa da Assembleia da República e da residência oficial do primeiro-ministro de Portugal. Preserva uma autenticidade acolhedora e recebe os seus visitantes de braços abertos.

Príncipe Real

O Príncipe Real é o bairro mais cosmopolita da cidade. É eclético e pacato durante o dia e durante a noite é um local de muita vida. Apelidado o vizinho chic do Bairro Alto, aqui há bastante comércio, parques, edifícios icónicos e lojas de antiguidades. O Príncipe Real ganhou durante os últimos anos uma grande atractividade para fazer compras devido à sua diversidade que reúne desde lojas de arte, decoração, roupas de marca e roupas vintage. É um anfitrião requintado que seduz os seus visitantes com o elã que lhe é tão característico.

Campo de Ourique

Campo de Ourique tem ganho muita popularidade durante os últimos anos e foram inúmeras as figuras emblemáticas portuguesas que viveram neste bairro. Ao longo dos tempos foram-se implementando aqui várias lojas de tecidos e decoração, sendo hoje um dos locais preferidos de decoradores e designers. É o bairro lisboeta com mais comércio tradicional de rua e apresenta uma variedade de edifícios do final do século XX com uma arquitetura de estilo Arte Nova. Fique aqui e sinta-se lisboeta por uns dias, não faz mal morrer de amores por Lisboa.

Bairro Alto

O Bairro Alto é o destino nocturno de excelência em Lisboa, ao final do dia, todos os caminhos vão lá dar, e, no meio da folia, é também um dos bairros mais caricatos e vanguardistas da cidade. Tem uma grande variedade de bares, discotecas, restaurantes e comércio alternativo, tornando-se assim num local muito procurado por jovens artistas que encontram ali inspiração para a sua expressão própria. Leve curiosidade para o Bairro Alto, só assim descobrirá os segredos que este lhe guarda.

Restauradores

Mais do que um bairro caracteriza-o o facto de ser uma das principais praças da cidade onde se encontram algumas referências históricas como a bonita calçada portuguesa ou o alto obelisco que celebra a libertação do país do domínio espanhol em 1640. Encontra-se entre a Avenida da Liberdade e a Praça do Rossio, daqui parte também o Eléctrico da Glória que faz a ligação entre a Praça dos Restauradores e o Bairro Alto até ao Miradouro de São Pedro de Alcântara através da Calçada da Glória. À parte disso é essencialmente uma zona de deslocação diária de todas as pessoas que aqui vivem ou trabalham. Cada perspectiva é perfumada de detalhes maravilhosos, encontre-os.

Avenida da Liberdade

A Avenida da Liberdade é um dos principais pontos da cidade de Lisboa, liga o Marquês de Pombal à Praça dos Restauradores. Conta com várias faixas rodoviárias e largos passeios decorados com jardins, calçada portuguesa e quiosques muito agradáveis para uma paragem a caminho do centro da cidade. As estátuas e as fontes que o decoram dão-lhe um toque desigual. É na Avenida da Liberdade que marcam presença a maioria dos teatros de Lisboa onde se pode assistir a Óperas e Bailados. Encontram-se aqui as mais luxuosas marcas nacionais e internacionais sendo um local de investimento por excelência, seja comercial ou empresarial. A Avenida é sofisticada sem esquecer as suas raizes, espalha a sua singularidade, exuberante.

Rossio

O Rossio é um dos bairros mais cêntricos da cidade e uma das mais bonitas e antigas praças localizadas na Baixa lisboeta. Sempre cheio de gente, é um local muito turístico pelo Teatro D.Maria II, pela Estação do Rossio que permite apanhar o comboio para visitar Sintra e pelas muitas atividades e experiências para todos os gostos e feitios nas suas imediações. O Rossio conhece os lisboetas como a palma da sua mão, sabe de todas as histórias, de todas as vidas.

Marquês de Pombal

O Marquês de Pombal é o ponto de convergência de muitas das principais artérias da cidade e tem um grande significado, uma vez que a estátua que o demarca foi erguida em homenagem a Sebastião José de Carvalho e Melo (Marquês de Pombal) que recuperou toda Lisboa depois do catastrófico terramoto de 1755. É aqui que está também localizado o Parque Eduardo VII de onde se alcança uma vista preciosa sobre a Praça do Marquês. É uma área muito procurada pois é daqui que saem todos os autocarros dos Tour Sightseeing. As suas imediações são também um dos pontos altos da agitação empresarial de Lisboa. Confiante de si, o Marquês de Pombal sabe que não desilude os seus visitantes.

Saldanha

O Saldanha é um bairro residencial que já sofreu várias modificações ao longo dos anos, tendo agora dois centros comerciais. Com passeios largos e uma ciclovia ao longo da avenida torna-se num destino mais procurado por famílias para estadias mais longas. A Pastelaria Versailles é um ponto de referência deste bairro devido á sua decoração e variedade de pastelaria que se pode lá encontrar. O Saldanha, guarda um orgulho enternecedor de espírito inovador.

Anjos

Os Anjos têm-se vindo a tornar num dos bairros de habitação mais joviais da cidade. Cada vez mais artístico e envolvido na comunidade, ganhou vida quando parecia esquecido. Será à semelhança do Lx Factory um espaço de inovação para todos, onde pensar, intervir e produzir prometem agitar a cidade. O bairro dos Anjos é um novo ponto de ebulição e está desejoso por mostrar a sua riqueza.

Arroios

O bairro de Arroios é essencialmente uma área familiar muito interessante para viver dada a sua centralidade e facilidade de acessos. Conta com boas doses de sossego e diversão e já chamou a atenção do New York Times pela sua interculturalidade que a própria reabilitação urbanística enquadra. Arroios é ambicioso e desafia-se cada dia.

Pena

O bairro da Pena, berço de nascimento da maior fadista portuguesa de todos os tempos, Amália Rodrigues, não é tão afamado enquanto bairro, como outros. No entanto, é cheio de histórias, onde todos se conhecem e cada um tem o seu apelido atribuído pelos outros moradores. O Jardim do Torel é muito procurado pois reinventaram parte da sua área como praia urbana. O Elevador do Lavra liga os Restauradores á Pena em poucos minutos. A Pena cheira bem, cheira a Lisboa!

Penha de França

A Penha de França tem um dos melhores miradouros da cidade uma vez que se encontra no topo de uma das sete colinas da cidade. Mantém a aura de local senhorial pois vivem ali famílias de classe média-alta. Tem evoluído de forma sustentável, sendo um local seguro e com muita tradição. Quem visita sente vontade de ficar, e voltar quantas vezes sejam possíveis.

Parque das Nações

O Parque das Nações é, comparativamente a todas os outros pontos da cidade, o mais moderno. Foi completamente remodelado para abraçar a Expo 98 e desde então que se posicionou como um dos principais focos de negócios da capital. Como principais chamativos tem o Altice Arena, dedicado aos espetáculos, o Teleférico, o Oceanário de Lisboa e a Estação do Oriente com ligação a toda a cidade. O Parque das Nações tem os olhos no mundo, é internacional e chega para todos.

Bica

O pitoresco bairro da Bica, o mais pequeno de Lisboa, sempre manteve uma estreita relação com a vida marítima do Tejo. Aqui ouve-se Fado pela rua enquanto se deambula a ver os antigos edifícios floridos. Este bairro foi muito publicitado pela sua componente popular e tornou-se também espaço de lazer e vida noturna. O Elevador da Bica liga o Cais do Sodré aos Bairro Alto e a sua colina enche-se de vida noturna com bares porta sim, porta não. A Bica, é a Bica e tentar descrevê-la é pura utopia.

Baixa

A Baixa Pombalina é o coração de Lisboa e uma dos locais comerciais mais relevantes do centro histórico de Lisboa. O Museu do Design e da Moda e o Elevador de Santa Justa são alguns dos pontos de maior interesse, juntamente com a monumentalidade dos seus edifícios como o Arco da Rua Augusta. É um local fascinante e muito fotogênico. É também das poucas zonas da cidade que são planas logo torna-se mais fácil passear por ali. A Praça do Comércio tem vários restaurantes em frente ao rio e é palco de muitos eventos da cidade. A Baixa embevece qualquer um.

Chiado

O Chiado é um dos bairros mais emblemáticos de Lisboa e localiza-se entre o Bairro Alto e a Baixa Pombalina. Era o centro do Romantismo português, ponto de passagem obrigatório para quem queria ser conhecido na cidade. Hoje em dia, o Chiado é dos bairros mais caros e procurados pelos turistas, é zona de compras, tem ainda o Elevador de Santa Justa que liga o Chiado à Baixa e tem também um miradouro recente nas ruínas do Carmo. Aqui vive-se a história de Lisboa, mais do que isso, a história de Portugal.

Santa Catarina

Santa Catarina é um dos bairros com vista para o rio dado o seu posicionamento sobre a colina. É maioritariamente composta por casas antigas que preservam a sua arquitetura original. As suas ruas estreitas fazem-na pouco convidativa para a presença de carros, sendo por isso, a maior parte das suas ruas de acesso condicionado apenas a moradores. Tem também uma estátua do mítico Adamastor d’Os Lusíadas no miradouro conhecido pelo mesmo nome, um dos mais procurados pela juventude devido à sua vista sobre o rio. Santa Catarina erradia um brilho singular quando vê o sol nascer.

Casos de Estudo

Baixa Deluxe Apartments

Rentabilidade de 14.000€ em Jan/2018

Detalhes

Baixa Deluxe Apartments

Rentabilidade de 14.000€ em Jan/2018

Detalhes

Baixa Deluxe Apartments

Rentabilidade de 14.000€ em Jan/2018

Detalhes